A Escola

Assim nascia um novo sonho…

Em 25 de março de 1948 foi criada a Escola Profissional, graças aos esforços do Sr. Mário Vieira Marcondes, durante o governo Estadual de Adhemar de Barros que pretendiam diminuir a miséria, o analfabetismo, doenças, etc. defendiam a posição de maior oportunidade do povo em poder qualificar a vida da população barretense.

Em 22 de março de 1948, foi criada a Escola Artesanal de Barretos, sendo instalada em 18 de maio de 1953. Em 1957, passou a ser chamada Escola Artesanal “Raphael Brandão”, que leva o nome de um homem público que lutou no período republicano, exercendo na comunidade barretense inúmeras funções políticas e sociais.

Em 1959 assume como diretor da Escola o professor Arilton e o vice-diretor Latifil Sleiman, trabalhando com mãos e pés de aço, firmes em seus propósitos.

Nossa Unidade Escolar sempre funcionou como Escola Técnica. Citado nos depoimentos dos professores, que antes eram alunos, como, Maria Teresa de Luca Kassen e André Luís Vedovato, que relataram sobre os cursos diferenciados para meninos e meninas, entre eles: Corte de costura, marcenaria e artes industriais. Por volta de 1960, começa a ser asfaltada a frente da Escola na Avenida 37, durante o mandato do Prefeito Rocha reconhecido como um político preocupado com a educação.

Aos finais de semana, passavam-se filmes em uma máquina de 16 mm, com 2 sessões, com o intuito de ajudar nas despesas escolares, como por exemplo na compra de roupas e sapatos para alunos com problemas financeiros.

No ano de 1962, fica autorizado o funcionamento do Ginásio Industrial com as quatro séries, e no ano seguinte, 1963, instala-se o curso de Aprendizagem de Marcenaria. Em 18 de fevereiro de 1965, recebe o nome de Ginásio Estadual Industrial “Coronel Raphael Brandão”.

Na década de 70 a fanfarra do Ginásio Industrial era o principal atrativo da escola, apresentava-se em eventos por toda a região inclusive na famosa Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos. Os carros alegóricos e os instrumentos da fanfarra eram produzidos pelos alunos do curso de Artes Industriais com a supervisão do Professor Fausto Rangel Padilha.

No ano de 1975, instala-se as Habilitações Profissionais de Segundo Grau de Mecânica, Desenhista de Arquitetura e Nutrição e Dietética. Em 1980, ocorre a transformação para E.E.S.G. “Cel. Raphael Brandão”, sendo que em 1982, com a instalação do primeiro grau, passa-se a ser denominada E.E.P.S.G. “Cel. Raphael Brandão”.

Em 1993 foi extinto o Profic, onde alunos de baixa renda freqüentavam as aulas no período da manhã e tarde com os professores PEB I. Com a transformação em Escola Técnica Estadual os professores PEB I foram remanejados para outras escolas do Estado.

Através do Decreto nº. 39.623/94, a partir de 01 de janeiro de 1995, a E.E.P.S.G. “Cel. Raphael Brandão” passa a ser vinculada ao Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza, sendo renomeada a Escola Técnica Estadual “Cel. Raphael Brandão” que oferece Ensino Médio e diversos cursos de habilitações profissionais: Açúcar e Álcool, Administração, Cozinha, Enfermagem, Informática, Mecânica, Meio Ambiente, Nutrição e Dietética, Química, Segurança do Trabalho e os cursos Semipresenciais Telecurso TEC em Administração Empresarial e Secretariado e Assessoria, que não apenas buscam o aprendizado do conhecimento técnico, mas também a aquisição de competências, habilidades e atitudes que preparem os profissionais para o exercício da ética e cidadania. Em meados de 2006 em um acordo entre a FAT (Fundação de Apoio a Tecnologia), Prefeitura Municipal de Guaíra e Etec Cel Raphael Brandão, foi implantado uma classe descentralizada oferendo primeiramente o curso Técnico em Agroindustria e hoje contamos com os cursos Técnicos em Mecânica. Devido a uma parceria entre o Centro Paula Souza e a Secretária Estadual de Educação a partir do segundo semestre de 2009 foi implantado a Etec Extesão E.E. Dr Antônio Olympio, oferecendo os cursos Técnicos em Contabilidade, Secretariado e Técnico em Serviços Jurídicos. A Etec conta hoje portanto com 16 cursos Técnicos e o Ensino Médio.

Em meados de 2008 com o plano de expansão do Centro Paula Souza, passamos a oferecer 5 salas de Ensino Médio, como a quantidade de salas de aulas do prédio não era suficiente, em 2009 com recursos próprios da APM, começa-se uma luta e um sonho a ser alcançado. No final de 2009 ficam prontas mais 4 salas de aula e 1 laboratório de Química para melhor atendimento da comunidade escolar.

No início de 2010, a partir do Projeto Lei Nº 03 de 20 de janeiro de 2010, a Prefeitura do Município de Barretos doa ao Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza o prédio onde está situada a Etec Cel. Raphael Brandão em Barretos. Portanto a partir da publicação do Projeto Lei o imóvel passa a ser patrimônio Estadual, e de domínio do Centro Paula Souza.

Em julho de 2010, em parceria com a Prefeitura de Guaraci é oferecido o curso Técnico em Administração e em parceria com a Prefeitura de Viradouro é oferecido o curso Técnico em Açúcar e Álcool.

Com a crescente demanda e a qualidade oferecida aos cursos Técnicos e Médio, a escola volta a tornar-se pequena e o número de classes já não são mais suficientes, portanto, no final de 2010 começamos outra batalha para a construção de mais 3 salas de aula. No mesmo período somos contemplados com a cobertura da quadra poliesportiva.


No Primeiro Semestre de 2012, com a preocupação de atender aos alunos que pretendiam ter uma formação técnico juntamente com a formação do Ensino Médio, a escola passa a oferecer o Curso Técnico em Química Integrado ao Ensino Médio, mais uma modalidade de ensino para atendermos todas as exigências da comunidade. Com essa nova modalidade e vários alunos ficando em dois períodos na escola, a APM parte para mais uma realização e construção de um quiosque como Área de Convivência para que estes alunos tenham um pequeno espaço para o Almoço.

Em Julho de 2012, ocorreu o processo de eleição para o Cargo de Direção da Etec, sendo eleito nesse processo o Professor Mestres Marcos Henrique Centurione Ramos, responsável pelo gerenciamento da escola até julho de 2016.

Com o pensamento voltado para os alunos que pretendem obter uma formação técnica juntamente com a formação do Ensino Médio, em Fevereiro de 2013 inicia-se mais uma turma de Ensino Técnico Integrado ao Ensino Médio, desta vez atendendo o Curso de Meio Ambiente, totalizando a segunda turma dessa modalidade oferecida pela Etec.